Categorias

Archive for the ‘#Jean-Luc Godard’ Category

Tempo de Guerra (1963)

1• Título Orignal: Les Carabiniers
• Direção: Jean-Luc Godard
• Roteiro: Jean-Luc Godard (roteiro), Jean Gruault (roteiro), Beniamino Joppolo (peça teatral), Roberto Rossellini (roteiro)
• Gênero: Drama/Guerra
• Origem: França/Itália
• Duração: 85 minutos
• Tipo: Longa-metragem
• Diáologo: Frances
• Legenda: PT-BR
• Cor: P&B

Durante a guerra, soldados de um país fictício recrutam fazendeiros para lutar pelo Rei, na promessa de fortuna e diversão garantidas. Dois homens são convencidos por suas mulheres à irem, e lutam por meses nas barbáries da guerra sem fim, retornando para casa cansados, desmoralizados e apenas com uma pequena mala, onde dizem estar todas as belezas do mundo.

1,34GB / AVI / IMDb / TRAILER

TORRENT + LEGENDA

Comentário:

Ao cerne de um enredo bem elaborado, um roteiro inteligente e um drama fictício, Godard consegue mais uma vez, na sua maneira grosseira de expor suas ideias, elaborar uma crítica inteligente à sociedade.  A crítica de Godard vem à ser de caráter moralista, expondo de modo grosseiro à ingenuidade do ser humano, ainda abordando de maneira clássica o drama da guerra, e ainda contando com uma certa ironia ao decorrer do longa.

O que Godard quer nos mostrar com esse filme, pode vir a ser subjetivo para cada pessoa, assim como qualquer filme pode nos tocar de maneira diferenciada. Mas, ao meu ver, Godard utiliza-se da indagação, do método dialético, para abordar uma série de questões referentes  a sociedade do qual vivemos , contendo claramente nesse filme, a crítica a guerra desnecessária, a farsa da guerra e a tragédia do ser humano.

Esse longa que aborda a questão social da guerra, conta ainda com um certo tom de ironia,um notável, memorável humor negro e uma própria sátira ao ser humano diante da guerra.

O espanto do filme vem à ser a ontologia do ser humano. Quando digo ontologia, me refiro ao termo da “teoria do ser” simplificada, e posso estar sendo equivocado, mas Godard toca de maneira clara, o lado imbecil, ingênuo e “mal” do ser humano, visando expor ironicamente alguns pontos do que vem à ser o ser humano, diante da calamidade da guerra.

Digno? Digno…

@ogataogara

Share

Carmen de Godard (1983)

• Título Original: Prénom Carmen
• Direção: Jean-Luc Godard
• Roteiro: Anne-Marie Miéville (adaptação e roteiro)
• Gênero: Ação, Drama, Romance
• Origem: França
• Duração: 85 minutos
• Tipo: Longa-metragem
• Diálogo: Francês
• Legenda: PT-BR
• Cor: Colorido

Carmen X (Maruschka Detmers) é membro de um grupo terrorista. Ela pede a chave da casa de praia de seu tio Jean (Jean-Luc Godard), um diretor de cinema esquecido, com a desculpa de estar indo fazer um filme com seus amigos quando, na verdade, eles pretendem organizar um assalto a banco. Entretanto, Carmen se apaixona pelo segurança do banco ainda durante a fase de planejamento da ação. Enquanto Carmen tenta fugir com o segurança, seu tio planeja realizar um filme de retorno e um quarteto de cordas se concentra para executar peças de Beethoven. Inspirado na ópera de Bizet, Carmen.

1,33GB / AVI / IMDb / TRAILER

TORRENT + LEGENDA

Share

Chinesa, A (1967)

• Título Original: La Chinoise
• Direção: Jean-Luc Godard
• Roteiro: Jean-Luc Godard
• Gênero: Comédia/Drama
• Origem: França
• Duração: 96 minutos
• Tipo: Longa-metragem
• Diálogo: Francês
• Legenda: PT-BR
• Cor: Colorido

Um grupo de estudantes franceses se tranca em um apartamento durante as férias e, enquanto discutem sobre diferentes temas político-sociais, também planejam ações terroristas.

700MB / AVI / IMDb / TRAILER

TORRENT + LEGENDA

Share

Sympathy for the Devil (1968)

• Direção: Jean-Luc Godard
• Roteiro: Jean-Luc Godard
• Gênero: Documentário/Musical
• Origem: Reino Unido
• Duração: 100 minutos
• Tipo: Longa-metragem
• Diáologo: Inglês
• Legenda: PT-BR
• Cor: Colorido/P&B

Jean-Luc Godard, um dos mais cultuados cineastas franceses, já havia realizado alguns dos melhores filmes da Nouvelle Vague quando, em 1968, dirigiu o lendário documentário One + One. Não contente com a sua edição, o produtor Iain Quarrier, à revelia do diretor, apresentou a sua versão, que chamou de Sympathy for the Devil. O filme acompanha as sessões de estúdio da banda inglesa Rolling Stones. O grupo encontrava-se no auge da carreira, compondo músicas cada vez mais criativas e com uma postura política típica dos anos dourados da contracultura mundial.

700MB / AVI / IMDb / TRAILER

TORRENT + LEGENDA

Share

Aqui e Lá (1976)

• Título Original: Ici et Ailleurs
• Direção: Jean-Luc Godard, Anne Marie Mieville
• Roteiro: Jean-Luc Godard
• Gênero: Documentário/Guerra
• Origem: França
• Duração: 53 minutos
• Tipo: Média-metragem
• Diálogo: Francês
• Legenda: PT-BR
• Cor: Colorido

O filme examina em paralelo duas famílias, uma francesa e outra palestina, explorando as imagens e sons do vídeo e do cinema. Mais propriamente, o filme trata de uma discussão sobre o sistemas de imagens e a revolução, ou melhor, em como a revolução se apropria das imagens, ou como as imagens são usadas na revolução. O filme é mais uma aula de cinema, assim como Carta para Jane.

700MB / AVI / IMDb / TRAILER

TORRENT + LEGENDA

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Share

Digite seu Email e receba as atualizações