Categorias

Archive for the ‘#Darren Aronofsky’ Category

Réquiem para um Sonho (2000)

• Título Original: Requiem for a Dream
• Direção: Darren Aronofsky
• Roteiro: Hubert Selby Jr.
• Gênero: Drama
• Origem: Estados Unidos
• Duração: 100 minutos
• Tipo: Longa-metragem
• Diáologo: Inglês
• Legenda: PT-BR
• Cor: Colorido

Harry quer ser rico. Sua mãe Sara quer que ele seja feliz e se case. Marion, sua namorada, quer ter uma griffe. Enquanto sonha, Harry se encontra com um amigo que tem sempre drogas à mão. Sara sonha com uma vida mais colorida e menos solitária. Um dia o telefone toca e ela entende que está sendo chamada para aparecer no seu programa de TV predileto. Por isso, resolve emagrecer tomando pílulas para perder o apetite. Marion quer abrir sua loja e pede ajuda a Harry que está traficando junto com o amigo. Rapidamente eles juntam um bom dinheiro e começam a se sentir invencíveis. Sara também está mais magra e sente-se ótima em seu vestido vermelho. Só que os quatro não estão livres para usufruir de seus sonhos. Eles estão viciados. E os sonhos de dinheiro, fama e sucesso sucumbem diante dos pesadelos distorcidos, da dor e da dependência.

1,5GB / AVI / IMDb / TRAILER

TORRENT + LEGENDA

Share

Lutador, O (2008)

• Título Orignal: The Wrestler
• Direção: Darren Aronofsky
• Roteiro: Robert D. Siegel
• Gênero: Ação/Drama/Esporte
• Origem: Estados Unidos/França
• Duração: 115 minutos
• Tipo: Longa-metragem
• Diáologo: Inglês
• Legenda: PT-BR
• Cor: Colorido

Nos anos 80, Randy “The Ram” Robinson (Mickey Rourke) foi um excepcional lutador de luta livre. Agora, vinte anos depois, ele vive de pequenos bicos em um supermercado, além de algumas lutas em centros comunitários de New Jersey. Renegado por sua filha (Evan Rachel Wood) e incapaz de sustentar qualquer relação estável, Randy tenta sobreviver através da adrenalina de suas lutas e da adoração dos fãs. Porém, quando um ataque cardíaco o força a se aposentar, seu senso de identidade começa a se perder e ele passa a reavaliar sua vida – tentando uma reaproximação com a filha e um relacionamento amoroso com uma stripper (Marisa Tomei). Ainda assim, nada se compara à emoção dos ringues e a paixão pela sua arte, fazendo com que ele esteja sempre prestes a voltar ao mundo das lutas.

IMDb / TRAILER

TORRENT + LEGENDA (700MB / AVI)

ou

BLURAY + LEGENDA (4.8GB / MKV)



“Em primeiro lugar, agradeço ao Ivan por ter me convidado a participar desse grandioso site. Desde a existêncida do Cinemacultura antigo, o blog, acompanhava e baixava a maioria dos filmes, dos quais, assistia e na maioria das vezes  escrevia uma crítica, ou um pequeno comentário sobre o filme no meu blog. Hoje, com a reecarnação de um dos melhores blogs de cinema da internet, tenho o imenso prazer em poder escrever alguns comentários, sobre os filmes postados aqui.

Escolhi o filme “The Wrestler”, por um principal motivo: É um filme que mostra a persistência do ser humano. O fato do blog cinemacultura ter sido apagado pela porra da Google, não nos fez desistir. Pelo contrário, continuamos aí, como diz um amigo meu: “Firme e forte”.

“The Wrestler”(2008) é mais um excelente filme de Darren Aronofsky(O mesmo diretor que fez “Cisne negro” ,”Réquiem para um sonho” e “A fonte da vida”) com duas indicações ao Óscar e ganhador de globos de ouro.

Se pudesse redimir esse filme à uma palavra, seria: “Fantástico!”. Darren Aronofsky tem mostrado ser um excelente diretor de cinema, além de roteirista. Com filmes moralistas e grandes lições de vida, tem explorado grandes temas do cinema e da vida, com dramas realísticos.

Confesso que The Wrestler foi um dos melhores filmes que eu já vi. Além de roteiro e enredo excelente, o filme também apresenta um elenco bom(Com Mickey Rourke, Evan Rachel Wood e a linda da Marisa Tomei), trilha-sonora atraente(Guns and N’Roses e outras bandas dos anos 80, contando também com a participação do SLASH) e o principal, a moral que o filme passa, que pode ser vista de diferentes maneiras, além de tudo isso, o longa nos mostra uma boa lição de vida.

Além de ser um filme que mistura vários temas moralistas(vários sentidos), Darren Aronofsky, conseguiu colocar no mesmo filme três estilos de cinema, ou seja, um drama que te emociona, um romance que elabora conceitos de família e amor, e uma boa pancadaria.”

-Ogata O’gara.

Share

Pi (1998)

• Título Original: Pi
• Direção: Darren Aronofsky
• Roteiro: Darren Aronofsky, Erick Watson, Sean Gullette
• Gênero: Ficção Científica, Suspense
• Origem: EUA
• Duração: 85 minutos
• Tipo: Longa-metragem
• Diáologo: Inglês
• Legenda: PT-BR
• Cor: Preto e Branco

Em plena Manhattan vive Max (Sean Gullette), um jovem gênio da matemática e computação que vive escondido da luz do sol, que lhe dá constantes dores de cabeça, e evita o contato com outras pessoas. Max conseguiu construir um supercomputador que lhe permitiu descobrir o número completo do pi, o que fez ainda com que compreendesse toda a existência da vida na Terra, já que percebeu que todos os eventos se repetiam após um determinado espaço de tempo. Com isso Max pôde adivinhar o que viria a acontecer no mercado da bolsa de valores, já que conhecia as tendências que se repetiriam, e passa a ser cobiçado por representantes de Wall Street e também por uma seita que busca decifrar os mistérios da matemática.

 

620MB / AVI / IMDbTRAILER

TORRENT + LEGENDA

Pi(1998) é um filme de Darren Aronofsky, escrito por Darren Aronofsky, Erick Watson, Sean Gullette, sendo que Sean Gullette é o ator principal.

Fantástico, criativo, inteligente e dramático.Para quem já estudou e estuda matemática, filosofia, metafisica, entre outras areas, o filme pi é um prato cheio para se fazer análises.  O simples número 3,14… já foi estudado por muitos e por muitas areas, desde filosofia, matemática, economia, física, etc. O que é interessante nesse filme ? Além de roteiro e enredo genial com um toque psicodélico, o filme principalmente  trata de indagações filosóficas, religiosas e existencialistas. O filme também apresenta uma fotografia “preto e braco” que deixa o filme com uma característica “sem-vida”.

Pode aparecer  “A priori”, um filme pertubante e sem sentido, mas para todos que tem uma boa noção de matemática, sabem que o Pi não é só um número qualquer. Alguns dizem que o número realmente expressa vida e morte, um espiral, um número sem sentido, uma explicação bizarra, enfim, qualquer que  seja a interpretação, o filme mostra o que é a matemática, o que é o número pi, e mostra o quanto a racionalidade pode nos parecer infeliz. O filme aborda, aparentemente o conceito existencialista de vida, a matemática do universo, a natureza humana e a “racionalidade instrumental”.

Para outros, o filme pode parecer uma boa fonte de loucura, psicologia e misantropia. Tanto faz a sua crítica, não podemos deixar de negar que Darren Aronofsky é um bom diretor e  faz filmes bem elaborados  com um “Q” indagativo. Também não podemos esquecer que Sean Gullette fez um papel muito bem apresentado no filme.

Pi é um filme digno de Cinemacultura.Como muitos dos filmes aqui apresentados é um excelente filme “cult”.

Ogata O’gara

www.twitter.com/ogataogara

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Share

Recebe as atualizações por Email: