Categorias

Archive for the ‘Sem categoria’ Category

O Grito!

Angústia e desespero existencial dão o tom da pintura “O Grito”, do norueguês Edvard Munch, criada em 1893. A famosa tela ganhou vida e ainda mais intensidade em um curta-metragem de animação ao som de Pink Floyd, dirigido pelo cineasta Sebastian Cosor.

Share

Tudo Sobre Minha Mãe (1999)

1• Título Orignal:Todo sobre mi Madre
• Direção: Pedro Almodóvar
• Roteiro: Pedro Almodóvar
• Gênero: Drama
• Origem: Espanha
• Duração: 101 minutos
• Tipo: Longa-metragem
• Diáologo: Espanhol
• Legenda: PT-BR
• Cor: Colorido

No dia de seu aniversário, Esteban (Eloy Azorín) ganha de presente da mãe, Manuela (Cecilia Roth), um ingresso para a nova montagem da peça “Um bonde chamado desejo”, estrelada por Huma Rojo (Marisa Paredes). Após o espetáculo, ao tentar pegar um autógrafo de Huma, Esteban é atropelado e morre. Manuela resolve então ir até o pai do menino, que vive em Barcelona, para dar a notícia. No caminho, ela encontra o travesti Agrado (Antonia San Juan), a freira Rosa (Penélope Cruz) e a própria Huma Rojo.

 

 

700MB / AVI / IMDb / TRAILER

TORRENT + LEGENDA

Share

Limite (1931)

• Direção: Mário Peixoto
• Roteiro: Mário Peixoto
• Gênero: Drama
• Origem: Brasil
• Duração: 120 minutos
• Tipo: Longa-metragem
• Diáologo: s/d
• Legenda: s/l
• Cor: P&B

O tema é a ânsia do homem pelo infinito, seu clamor e sua derrota. A situação é um barco perdido no oceano com três náufragos – um homem e duas mulheres. O filme começa no barco onde os náufragos estão abatidos, deixaram de remar e parecem confortados com seu destino, daí começam então a contar suas histórias.
“Limite”, que jamais foi exibido comercialmente – e é, talvez por isso, um filme mais comentado do que visto -, pode ser considerado como um dos filmes de avant-garde mais discutidos tanto no plano nacional quanto internacional. Estreou em 17 de maio de 1931 para sócios e convidados do Chaplin Club no Capitólio. Adhemar Gonzaga, inicialmente convidado para dirigi-lo, não aceitou, indicando Edgar Brasil para realizar e fotografar e Ruy Costa como assistente. As primeiras cenas foram tomadas com máquina emprestada pela Phebo Brasil Film, de Cataguases. Agenor Cortes de Barros, dono do Engenho Central Brasil, de Cataguases, ao ceder a máquina, escreveu para Adhemar Gonzaga: “o Edgar levará a máquina da Phebo, mas preciso que me informe o tempo que vai ficar com a referida máquina, e se o Sr. Mário Peixoto é pessoa que possa responsabilizar-se em um caso de acidente que haja com a máquina, ou mesmo inutilizá-la durante a filmagem”. Quando Adhemar Gonzaga pediu à Tibor Rombauer a apresentação de Limite nos cinemas da Paramount, as condições impostas pelo diretor da distribuidora foram apenas de uma sessão especial, das lOh3Omin às l2h, nos cinemas Império ou Capitólio, do Rio de janeiro, com aluguel de 200 000 e mais carta de fiança com garantia contra qualquer estrago feito pelo público ante sua reação ao filme. E Mário Peixoto assim referiu-se posteriormente sobre Ruy Costa: “Ninguém melhor do que ele conhece um cenário, uma continuidade, um ritmo, o valor ou a capacidade de uma imagem”.Mário Peixoto nasceu em Bruxelas em 1908 e morreu no Rio de Janeiro em 1992. Seu único filme concluído foi “Limite”, mas ele deixou fragmentos de outros filmes e roteiros prontos. Publicou um romance em vários volumes, “O Inútil de Cada Um” (1984). A primeira restauração de “Limite” começou a ser feita em 1960 e só ficou pronta em 1977. A película de 35 mm com base de nitrato estava entrando em decomposição, a ponto de uma pequena parte ter se perdido. A nova restauração vem sendo realizada há mais de cinco anos, sob a supervisão de Saulo Pereira de Mello, diretor do Arquivo Mário Peixoto.

1,35GB / AVI / IMDB / TRAILER

TORRENT

Share

Corpo que Cai, Um (1958)

• Título Original: Vertigo
• Direção: Alfred Hitchcock
• Roteiro: Pierre Boileau, Thomas Narcejac, Alec Coppel, Samuel A. Taylor
• Gênero: Drama/Romance/Suspense
• Origem: Estados Unidos
• Duração: 128 minutos
• Tipo: Longa-metragem
• Diáologo: Inglês
• Legenda: PT-BR
• Cor: Colorido

Scottie (James Stewart), um ex-detetive de polícia de São Francisco, se aposenta após um acidente derivado de sua vertigem, seu medo de altura, durante uma perseguição. Gavin Elster (Tom Helmore) contrata os serviços de Scottie para vigiar sua mulher Madeleine (Kim Novak), que possui tendências suicidas estranhas e segue uma rotina durante o dia que a própria não se lembra que fez. Só que tudo se complica quando a situação se mostra infinitamente mais complexa do que parecia ser à primeira vista.

IMDb / TRAILER

TORRENT + LEGENDA (700MB / AVI)

ou

BLURAY + LEGENDA (3GB / MKV)


Share

Zeitgeist: Moving Forward (2011)

• Direção: Peter Joseph
• Roteiro: Peter Joseph
• Gênero: Documentário/Guerra/Histórico
• Origem: Estados Unidos
• Duração: 201 minutos
• Tipo: Longa-metragem/Direto para vídeo
• Diálogo: Inglês
• Legenda: PT
• Cor: Colorido

 

Moving Forward, do director Peter Joseph, é uma longa-metragem em forma de documentário que visa a defesa da necessidade de uma transição para sair do actual paradigma sócio-económico monetário que rege as sociedades do mundo inteiro. Este trabalho vai além do relativismo cultural e da ideologia tradicional e aborda os atributos empiricamente basilares da sobrevivência humana e social, extrapolando as leis naturais imutáveis para um novo paradigma de sustentabilidade social designado “Economia Baseada em Recursos”. O filme conta com especialistas nas áreas da saúde pública, antropologia, neurobiologia, economia, energia, tecnologia, ciências sociais e outros assuntos relevantes que dizem respeito à cultura e ao funcionamento social. Os três temas centrais deste trabalho são Comportamento Humano, Economia Monetária e Ciências Aplicadas. Resumidamente, este trabalho cria um modelo de compreensão do actual paradigma social e do motivo pelo qual é fundamental sair do mesmo – juntamente com uma nova abordagem social, que apesar de radical, é ainda assim, prática. Abordagem esta que é baseada em conhecimento avançado e resolveria os actuais problemas sociais que afligem o mundo. Uma das características únicas deste trabalho, que o distingue em termos de estilo da maioria dos documentários, é que tem uma temática dramática/cinematográfica paralela, com actores notáveis, que interpretam várias emoções e gestos relacionados com a mensagem geral do filme, ainda que de forma abstracta. Adicionalmente, este trabalho emprega vigorosamente inúmeros resumos visuais e animações 2d e 3d, mantendo como referência a orientação do documentário tradicional.

2,97GB / AVI / IMDb / TRAILER

TORRENT + LEGENDA

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Share

Digite seu Email e receba as atualizações